sábado, outubro 18, 2008

O que se passa?


caso 1

Ela gosta dele. Ele parece gostar dela. Eles andam sempre juntos, frequentam a casa um do outro. Ele não se decide a assumir a relação.
O que se passa aqui?

caso 2
Ele acabou com a outra porque gostava dela. Ela gostava dele. Andaram. Ele voltou para a outra.
O que se passa aqui?

caso 3
Eles eram felizes juntos. Eles acabaram. Ele arranjou outra, ela não arranjou ninguém. Ela ainda o quer fazer feliz. Ele não aparenta ser feliz com a outra.
O que se passa aqui?

caso 4
Ele gosta dela. Ela gosta dele. Ele ama outra. Ela ama-o a ele. Ele nunca será feliz com quem ama. Ela é feliz com ele.
O que se passa aqui?

caso 5
Ela gosta dele, ele namora (não namora, namora, não namora) com outra. Ela anda com ele na mesma. Ele não quer parar de andar com ela, ela não consegue parar de andar com ele. Ela é feliz com ele. Ele não é feliz sem ela.
O que se passa aqui?

caso 6
Eles namoram desde sempre. Ele nunca foi apaixonado por ela. Ela não vive sem ele. Ele vive sempre sem ela. Eles vão casar.
O que se passa aqui?

caso 7
As profissoes escolhidas roubavam-lhes tempo. Quase nunca estavam juntos. Eram apaixonados. Acabaram. Prioridades erradas... alguém me sabe explicar O QUE SE PASSA AQUI???

O que aconteceu aos Romances ditos normais?
Já não há Paixoes saudáveis? Amores profundos? Namoros dedicados?
Já ninguém se declara?
Já nenhum homem luta pela mulher que quer? O problema é que já ninguém sabe o que quer.
Já ninguém dedica nada a ninguém, muitas vezes nem tempo.
Complicam-se as coisas mas nunca por amor.
É que se fosse por amor... eu até compreendia.

5 comentários:

Anónimo disse...

passo a explicar:
caso 1, talvez tena medo da palavra namoro ou compromisso, acontece com gajos novos.

caso 2, so a keria comer, passem a expressao.

caso 3, ele não aparenta mas se calhar ate é, melhor eskece-lo.

caso 4, é parvo, só n é feliz com kem ama pke se contenta com a k gosta.

caso 5, alguem vai ter k ficar infeliz.

caso 6, comodismo.

caso 7, é isso mesmo, ambos com prioridades erradas.

parabens pelo blog, espero ter sido um pouco util.

Ana P. disse...

Tb n sei o q se passa mas posso afirmar q este mundo anda de pernas para o ar e o q devia ser importante já nao o é.

O meu namorado acabou cmgo, namorou com outra, arrependeu-se, quis voltar pa mim mas eu por orgulho (motivo errado) disse q n...

ana p. disse...

esqueci-me de dizer q agora a arrependida sou eu e q namoro com outra pessoa mas nunca vou gostar como gostei dele.
Acho q encaixo mais ou menos no caso 4.

Evinha disse...

..ai gira! ..esqueceste-te dum caso.. tipo isto:
Ela ama Ele. Ele ama Ela. Ela não consegue viver nem com Ele nem sem Ele. Ele não consegue viver nem com Ela nem sem Ela. São um para o outro como um íman..mas às vezes só lhes apetece matarem-se um ao outro.
São muito felizes juntos. E infelizes separados.

..faz-te lembrar alguém!??! lolll beijo bom:*

Alline Penha disse...

Caso 1

me identifico com esse caso, simplesmente por achar que a palavra namoro e muito forte pra uma relação, um relacionamento pode ser sério, havendo respeito de ambas partes, carinho, compreensão e companheirismo sem haver a necessidade de se enquadrar num namoro.
Depende de como e vista essa relação pelos dois, a palavra namoro é uma resposta para a sociedade, e se um casal é feliz sem estar namorando pouco importa o que a sociedade cobra.

 
Creative Commons License
This work is licenced under a Creative Commons Licence.