sábado, novembro 29, 2008

A avaliação


Os professores, a avaliação, a avaliação e os professores.
Todas as profissões deveriam ser avaliadas. Sim e algumas são, por diferentes formas.
A polémica, no entanto, centra-se nos professores.
O modelo de avaliação é péssimo, ok, até aqui tudo bem. E propostas, então, para um modelo melhorado?
Como seria avaliado um professor, o mais justamente possivel? Não são contra a avaliação,"muito pelo contrário", aliás o ideal seria uma auto-avaliação... lol... não, agora a sério, como?
É que falam, reclamam, protestam, gritam, faltam mas ainda nenhum se deu ao trabalho de apresentar um modelo novo para resolver o assunto.
Ou será que, no fundo, todos os professores sabem que por muito bom que fosse o modelo nunca ia ser suficientemente bom? Será que o objectivo de todos os protestos é não haver avaliação nenhuma? Humm... será?
Os alunos são constantemente avaliados, não seria justo que quem os avalia passasse também por uma avaliação?
Porquê tanta revolta?
Reformula-se o modelo, pronto.
Mas calma, afinal, quem não deve, não teme.

2 comentários:

I. disse...

Cara amiga L., o problema central n é a avaliação mas toda a burocracia que esta reforma tráz à profissão. Reunioes atrás de reunioes... que n trazem mais conhecimento aos alunos...Os professores n são contra a avaliação mas sim contra a forma q esta está ser desenvolvida... novas propostas foram apresentadas mas n foram aceites. Apesar de o tema AVALIAÇAO ser o mais falado n é esse o maior de todos os males... e n é esse que tira o sono aos professores...

margarita disse...

Exacto, I., o problema não é a avaliação, é o modelo.
Mas o sugerido para o substituir: "auto-avaliação", é, como dizer, ridiculo?
Se é para chegarem a um consenso qt a avaliação, entao q venham as reunioes, pq as greves tb n me parecem fazer mt bem aos alunos.

 
Creative Commons License
This work is licenced under a Creative Commons Licence.