quarta-feira, março 16, 2011

Todos erramos (uns mais que outros)



















Se há coisa que me tira do sério, e que me faz exercer um esforço sobre-humano para não começar a disparar em todas as frentes, é ouvir alguém a dizer mal de quem que não está presente. Principalmente, quando isso acontece TODAS as vezes que estou com esse alguém, de todas as vezes: maldiz.
"Nas costas dos outros vejo as minhas", já o disse mais que uma vez aqui e sigo-me muito por este ditado.
Não acho correcto, não acho normal e não acredito que tenha sido a única a reparar, nem que me revolte só a mim.
Acredito que magoe muito mais as pessoas que lhe são próximas e que já deram conta desta falta de chá, pois para elas vai ser sempre difícil admiti-lo. Mas, lá no fundo, sabem que o melhor a fazer é alerta-la de que falar dos defeitos de outros é algo fácil, é preciso é ter o discernimento de consciencializarmos os nossos.

3 comentários:

Tequilla_sunrise disse...

Não percebi nada Margarita!!!

Margarita disse...

Acho q não é para perceber, é para desabafar*

Tequilla_sunrise disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Creative Commons License
This work is licenced under a Creative Commons Licence.