segunda-feira, outubro 17, 2011

Até que um dia...


Há alturas em que sinto mesmo a vida a passar por mim. Os dias a repetirem-se sem entusiasmo, todos diferentes mas todos parecidos, uma constante contagem decrescente até às férias, até à sexta-feira mais próxima, ou até aquele acontecimento importante.
Não vivo um dia de cada vez, não aproveito o presente, sempre à espera que o tempo passe depressa. E ele passa. O problema é que passa mesmo e quando der por isso não estou nos vintes nem nos trintas e os melhores anos fugiram.
Não gosto disso em mim, assim como não gosto de muitas outras coisas com as quais aprendi a conviver mas... não queria conformar-me com esta.
Queria mudar, queria acordar todos os dias com a sensação de que cada dia é simplesmente fantástico, porque tenho a certeza que é. Com família completa, todos os avós, pais, tios, a família como sempre a conheci, com amigos daqueles mesmo bons que estão lá sempre para me arrancar um sorriso (até mesmo quando não mereço), com a minha cara-metade, com emprego, com tudo o que preciso e mais até, cada dia só pode ser simplesmente fantástico. Pena nem sempre o sentir.
Pena conviver com esta constante angústia de querer viver mais e mais depressa, de querer tudo ao mesmo tempo, de nunca estar bem com o dia em que estou e querer sempre aquele que ainda não chegou.
Até que um dia a vida passa, e eu não dei valor às pessoas mais importantes, às que me puseram à frente de qualquer sexta-feira, de quaisquer férias ou qualquer acontecimento. Aí vai ser tarde, aí os "e se's" não vão adiantar nada, o arrependimento vai matar cada dia um pouco mais e eu vou lembrar-me dos dias em que era tão nova e só queria que o tempo passasse.

3 comentários:

Eva disse...

Percebo tão bem o que queres dizer.. beijinho bom**
P.S. deiamos estar juntas mais vezes:)

Rititi disse...

Passei por cá hoje, através do blog das "pipetas" e estou rendida!
Comento este post porque também eu sou assim, não consigo, nem sou feliz a viver só no presente. Tenho de ter sempre uma meta, um dia x ou y, tenho de estar sempre a organizar qualquer coisa... Gostava de ser diferente, porque muitas vezes chateio-me, quer com o namorado que insiste em dizer "lá estás tu com a mania de organizar tudo, ainda falta tanto tempo", quer com amigos que se saem com a pior frase que me podem dizer, "depois vê-se", odeio esta frase!
Não consigo mudar, mesmo quando insisto em querer pensar "um dia de cada vez", comigo não funciona.
Parabéns pelo blog, é realmente muito bom!
Rita.

Margarita disse...

Oh Rita :) esse comentário encheu-me o coração :) muito obrigada! E é bom constatar que não sou a única com este feitiozinho ;)!Espero que venhas cá mais vezes*

 
Creative Commons License
This work is licenced under a Creative Commons Licence.